view: contents - template: fulltext
SEG01
TER02
QUA03
QUI04
SEX05
SAB 06
DOM 07
SEG08
TER09
QUA10
QUI11
SEX12
SAB 13
DOM 14
SEG15
TER16
QUA17
QUI18
SEX19
SAB 20
DOM 21
SEG22
TER23
QUA24
QUI25
SEX26
SAB 27
DOM 28
SEG29
TER30
QUA31
Versão revista

Lista 0002/2018

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - 2ª VARA DE FAMÍLIA E ÓRFÃOS E SUCESSÕES

JUIZ DE DIREITO: DRº MILENA SOUSA VILAS BOAS
PROMOTOR DE JUSTIÇA: DRº VANÍLIO PETTER
CHEFE DE SECRETARIA SUBSTITUTO(A): KARINA TADDEI LYRA DO NASCIMENTO


Lista: 0002/2018


1 - 0009113-53.2017.8.08.0011 - Execução de Alimentos
Exequente: K.M.M. e outros
Executado: L.M.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 19433/ES - EDIONE MANCINI FIGUEIRA
Executado: L.M.

Para tomar ciência da decisão:
Para ciência do inteiro teor da DECISÃO de fl. 46:
"Fl. 44: exequente e executado, por meio do Patrono deste último, peticionaram comunicando a formulação de acordo, consistente no pagamento da quantia de R$5.030,00. Requereram assim, a revogação do mandado de prisão.

Na execução de alimentos pela via processual do NCPC, art. 528 (CPC/73, art. 733), c/c Súmula 309, do STJ, a lei faculta ao devedor justificar o inadimplemento do débito, realizar o pagamento ou provar que já o fez.

No presente caso, analisando os fundamentos e documentos acima mencionados, concluo haver probabilidade no direito alegado pelo devedor (em conjunto com a parte exequente), bem como perigo de dano concreto e iminente.

Na forma do NCPC, art. 528, § 6º, "Paga a prestação alimentícia, o juiz suspenderá o cumprimento da ordem de prisão". Não se tratando de revogação, mas de mera suspensão, resta possível restabelecer a prisão.

De tal modo, considerando que há elementos de convicção demonstrando, de forma suficiente, a probabilidade de pagamento integral do débito, bem como risco de dano, decorrente da efetivação da prisão do devedor, incide o disposto no NCPC, art. 300, que autoriza ao juízo a adoção de medidas de urgência. De tal modo:

A) SUSPENDO o cumprimento da ordem de prisão, de modo que:

A.1) DETERMINO o imediado RECOLHIMENTO do mandado de prisão, SEM seu cumprimento;
A.2) caso o executado já tenha sido preso, DETERMINO sua imediata soltura. Em tal hipótese, EXPEÇA-SE ALVARÁ, REMETENDO-O à autoridade competente para seu cumprimento, pelos meios pertinentes;
B) INTIMEM-SE acerca da presente decisão, inclusive a Defensora que assiste aos interesses das exequentes, para que se manifeste no prazo de 05 (cinco) dias, acerca da petição de fl. 44;

C) após, VISTA ao MPES pelo mesmo prazo assinado;

D) por fim, CONCLUSOS.

DILIGENCIE-SE com URGÊNCIA."
 




CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM, 11 DE JANEIRO DE 2018

KARINA TADDEI LYRA DO NASCIMENTO
CHEFE DE SECRETARIA SUBSTITUTO(A)