view: contents - template: fulltext
QUI01
SEX02
SAB 03
DOM 04
SEG05
TER06
QUA07
QUI08
SEX09
SAB 10
DOM 11
SEG12
TER13
QUA14
QUI15
SEX16
SAB 17
DOM 18
SEG19
TER20
QUA21
QUI22
SEX23
SAB 24
DOM 25
SEG26
TER27
QUA28
QUI29
SEX30
Versão revista

SÃO MATEUS - 3ª VARA CRIMINAL
Listas

Lista 0305/2018

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SÃO MATEUS - 3ª VARA CRIMINAL

JUIZ(A) DE DIREITO: DRº PAULO SARMENTO DE OLIVEIRA JUNIOR
CHEFE DE SECRETARIA SUBSTITUTO(A): ANNA PAULA MATIELLO SARTORIO


Lista: 0305/2018


1 - 0005089-34.2018.8.08.0047 - Medidas Protetivas de urgência (Lei Maria da Penha)
Requerente: JOSE ANTONIO PESSALI
Requerido: ANDREIA REGINA BIANCHI PESSALI

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 006948/ES - AGUIDA CELESTE CREMASCO SCARDINI
Requerente: JOSE ANTONIO PESSALI

Para tomar ciência da decisão:
 
Número do Processo: 0005089-34.2018.8.08.0047
Requerente: JOSE ANTONIO PESSALI
Requerido: ANDREIA REGINA BIANCHI PESSALI
 
DECISÃO
 
1. A sentença proferida nos presentes autos não é teratológica, ilegal ou contrária à prova dos autos e se encontra fundamentada em interpretação razoável de texto legal.
2.  A adoção de entendimento diverso daquele preconizado pelo E. TJES não torna a sentença contraditória, já que o posicionamento da jurisprudência não tem efeito vinculante em relação aos juízos de primeiro grau, com exceção da Súmula Vinculante, editada pelo E. Supremo Tribunal Federal, nos termos do artigo 103-A da Constituição Federal, o que não é o caso; tampouco de matéria publicada no site jusbrasil.com.br.
3. O requerente pode não concordar com as razões da formação do convencimento deste juízo. Para tal finalidade, dispõe do recurso adequado.
4. Mantenho, portanto, intocada a sentença proferida nos presentes autos.
5. Ciência ao MPES e Defesa.
6. Certifique-se o trânsito em julgado e arquivem-se os autos com as cautelas legais.
Diligencie-se.
 
 
SÃO MATEUS, 06/11/2018
 
 
PAULO SARMENTO DE OLIVEIRA JUNIOR
Juiz de Direito

 


2 - 0009006-95.2017.8.08.0047 - Ação Penal - Procedimento Ordinário
Vítima: Y.S.S.
Réu: N.G.D.O. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 26400/ES - COSMERINDO DE JESUS OLIVEIRA
Réu: N.G.D.O.
FICA A DEFESA INTIMADA DA EXPEDIÇÃO DA CARTA PRECATÓRIA DE FL.269 À COMARCA DE VILA VELHA-ES PARA INTERROGATÓRIO DO RÉU NILO GOMES DE OLIVEIRA.


3 - 0006752-57.2014.8.08.0047 - Ação Penal - Procedimento Ordinário
Vítima: ENODINO FERREIRA
Réu: EDSON LOPES SANTOS e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 15559/ES - LILIANY ABREU DE SOUZA
Réu: VANILDO NUNES MODESTO
Réu: EDSON LOPES SANTOS
INTIMAR DRA. LILIANY ABREU DE SOUZA - OAB/ES 15559, PARA NOS AUTOS SUPRA E NO PRAZO DE LEI, APRESENTAR AS ALEGAÇÕES FINAIS DOS RÉUS.


4 - 0008646-34.2015.8.08.0047 - Ação Penal - Procedimento Ordinário
Vítima: SOCIEDADE
Réu: RANDERSON DA SILVA SOUZA

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 12175/ES - WISTONRUS DE PAULA ALVES
Réu: RANDERSON DA SILVA SOUZA

Para tomar ciência da sentença:
Trata-se de ação penal proposta pelo Ministério Público Estadual em face de Randerson da Silva Souza, já qualificado nos autos, imputando-lhe a prática do fato típico descrito no artigo 14, da lei 10.826/03.
O fato delituoso ocorreu em 28/09/2015 e a denúncia foi recebida no dia  14/12/2015 (fl. 50).
O réu foi devidamente citado à fl. 51.
A instrução processual transcorreu de forma regular, sendo o denunciado condenado ao cumprimento da pena de 02 (anos) meses de reclusão, por infração ao artigo 14, da lei 10826/03.
Em seguida, abriu-se vista ao Ministério Público para se manifestar acerca de eventual ocorrência da prescrição da pretensão punitiva retroativa, haja vista a pena concretamente aplicada e o lapso temporal entre o recebimento da denúncia (14/12/2015 – fl.38) e a data da publicação da sentença penal condenatória (25/06/2018- fls. 68/71).
Às fls. 72/74, a defesa requereu o reconhecimento da prescrição retroativa, bem como o Órgão Ministerial (fl. 76).
É o relatório. Decido:
Ao compulsar detidamente os presentes autos, verifiquei que o delito previsto no artigo 14, da lei 10826/03, foi alcançado pela prescrição. 
Como visto, o acusado foi condenado ao cumprimento da pena de 02 (dois) anos de reclusão por infração ao artigo 14, da lei 10826/03. Tendo a condenação transitado em julgado para a acusação na data de 02/07/2018 (fl. 71-V)
O ordenamento jurídico-penal pátrio estabelece que a prescrição, depois da sentença condenatória com trânsito em julgado para a acusação, regula-se pela pena aplicada (art. 110, caput, do CP).
Nesse contexto, analisando o art. 110, caput, do Código Penal, combinado com o inciso V do art. 109 do mesmo diploma repressivo, verifica-se que a pena imputada ao acusado prescreve em 04 (quatro) anos. 
Outrossim, calha ressaltar que o réu à época dos fatos, era menor de 21 (vinte e um) anos de idade, motivo pelo qual o prazo prescricional no presente feito deve ser reduzido pela metade, nos termos do artigo 115, do Código Penal.
Sendo assim, depreende-se que o delito praticado pelo acusado prescreve  em 02 (dois) anos.
À vista disso, considerando que a denúncia foi recebida em 14/12/2015 (fl. 50) e que a sentença condenatória somente foi publicada em 25/06/2018 nota-se que, entre a data do recebimento da denúncia e a publicação da sentença condenatória, transcorreram mais de 02 (dois) anos, sem que o Estado exercesse o jus puniendi, e sem que tenha havido a ocorrência de causa suspensiva ou interruptiva do prazo prescricional.
Por conseguinte, verifica-se a ocorrência da prescrição da pretensão punitiva retroativa, sendo o caso, portanto, de extinção da punibilidade do agente, com fulcro nos artigos 107, IV, 109, V, e 115 do CP.

DISPOSITIVO

Ante o exposto, DECLARO EXTINTA A PUNIBILIDADE do acusado RANDERSON DA SILVA SOUZA, qualificado nos autos, no que se refere ao delito tipicado no artigo 14, da lei 10826/03, descrito na denúncia, por força dos artigos 107, IV, e 109,V, e 115 do CPB, haja vista a ocorrência da prescrição da pretensão punitiva.
Publique-se, registre-se e intimem-se.
E em seguida, arquivem-se os autos, com as cautelas e formalidades legais.


5 - 0007670-27.2015.8.08.0047 - Ação Penal - Procedimento Ordinário
Vítima: SOCIEDADE
Réu: LUCAS DOS SANTOS MENDES e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 6701/ES - GETALVARO GOMES DA SILVA
Réu: LUCAS DOS SANTOS MENDES
Réu: JOSE RAIMUNDO DOS SANTOS
INTIMAR DR. GETALVARO GOMES DA SILVA - OAB/ES 6701, PARA NOS AUTOS SUPRA E NO PRAZO DE LEI, APRESENTAR AS ALEGAÇÕES FINAIS DOS RÉUS.


6 - 0003387-53.2018.8.08.0047 - Carta Precatória Criminal
Requerente: MINISTERIO PUBLICO ESTADUAL
Requerido: VINICIUS DE MARCO MANZINI LIMA

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 20938/ES - PENELOPE QUINTAO HEMERLY SOARES
Requerido: VINICIUS DE MARCO MANZINI LIMA
instrução designada nos autos da supra ação mencionada, que será realizada na sala de audiências do Fórum de SÃO MATEUS - 3ª VARA CRIMINAL, no dia 12/11/2018 às 12:00, situada no(a) Forum Des Santos Neves - Av. Joao Nardoto, 140, bairro Jaqueline, Sao Mateus/ES - Cep 29936-160




SÃO MATEUS, 8 DE NOVEMBRO DE 2018

ANNA PAULA MATIELLO SARTORIO
CHEFE DE SECRETARIA SUBSTITUTO(A)