view: contents - template: fulltext
QUI01
SEX02
SAB 03
DOM 04
SEG05
TER06
QUA07
QUI08
SEX09
SAB 10
DOM 11
SEG12
TER13
QUA14
QUI15
SEX16
SAB 17
DOM 18
SEG19
TER20
QUA21
QUI22
SEX23
SAB 24
DOM 25
SEG26
TER27
QUA28
QUI29
SEX30
Versão revista

VIANA - VARA DE FAMÍLIA
Listas

Lista 0105/2018

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
VIANA - VARA DE FAMÍLIA

JUIZ(A) DE DIREITO: DRº CLAUDIO FERREIRA DE SOUZA
PROMOTOR(A) DE JUSTIÇA: DRº FRANKLIN GUSTAVO BOTELHO PEREIRA
CHEFE DE SECRETARIA: ANGELA MARIA GOULART CARLINI ZIBETTI


Lista: 0105/2018


1 - 0003553-13.2017.8.08.0050 - Procedimento Comum
Requerente: S.E.D.S.
Requerido: D.M.D.A.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 15527/ES - MARCOS ANTONIO MOURA PINHEIRO
Requerente: S.E.D.S.

Para tomar ciência da sentença:
Trata-se de Ação de Dissolução de União Estável, proposta por S.E, em face de D.M.A, todos qualificados nos autos. Inicial apresentada às fls. 02/08, com documentos de fls. 09/14. Aduz a autora, em síntese, que conviveu em união estável com o requerido, por um período de aproximadamente 06 (seis) anos, e que dessa união, não adveio o nascimento de filhos, bem como, não adquiriram bens passíveis de partilha. Despacho de fl. 23, designando audiência de conciliação/mediação. O requerido, citado por edital, apresentou contestação por negativa geral, manifestando-se por meio de curador especial. É o relatório. Decido. A não manifestação da (o) requerida (o) induz a revelia e a confissão quanto à matéria de fato. O único pedido concernente a ação refere-se ao pedido de dissolução de união estável. No que se refere à união estável, a Carta Magna de 1988, em seu art. 226, §3°, assim dispôs: Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. (…) § 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. Por seu turno, prescreve o art. 1.723 do Código Civil, in verbis: Art 1723. É reconhecida como entidade familiar a união estável entre o homem e a mulher, configurada na convivência pública, contínua e duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição de família. § 1º A união estável não se constituirá se ocorrerem os impedimentos do art. 1.521; não se aplicando a incidência do inciso VI no caso de a pessoa casada se achar separada de fato ou judicialmente. § 2º As causas suspensivas do art. 1.523 não impedirão a caracterização da união estável. Da detida análise do aludido preceito, extraem-se como requisitos subjetivos: a) convivência more uxorio; b) affectio maritalis: ânimo ou objetivo de constituir família. Por outro lado, podem ser apontados como de ordem objetiva: a) notoriedade; b) estabilidade ou duração prolongada; c) continuidade; d) inexistência de impedimentos matrimoniais; e) relação monogâmica. Nesta disposição de ideias, do que se depreende dos autos, é induvidoso que a autora e o requerido conviviam sob o mesmo teto como se marido e mulher fossem, havendo uma comunhão de vidas, em situação similar à de pessoas casadas. Na inicial, a autora informa que manteve um relacionamento com o requerido por um período de 06 anos, para maior comprovação do fato, a autora anexa aos autos “Escritura Pública Declaratória de União Estável” (fl.10), realizada em Cartório com todas as formalidades de praxe. Todavia, sabe-se que, em virtude do término do vínculo entre os companheiros, extinguindo-se o contrato escrito ou na falta deste, a dissolução da união de fato, cumpre às partes realizarem a partilha dos bens existentes, quando há, o que não é o caso pois a autora informa que da união não aveio filhos e não adquiriram bens passíveis de partilha na constância do relacionamento, restando tão somente a análise do pedido inicial que funda-se na dissolução da união estável Diante do exposto, com fulcro no art. 487, I, do CPC, julgo procedente o pedido, reconheço o período de união comprovado nos autos, e, consequentemente declaro sua dissolução a partir dessa data, para que surtam os regulares efeitos jurídicos. Sem custas processuais e honorários advocatícios. P. R. I-se. Transitado em julgado, expeça-se mandado de averbação e, após, arquivem-se os autos.


2 - 0015866-79.2012.8.08.0050 - Execução de Alimentos
Exequente: J.V.R.S.
Executado: D.S.M.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 008862/ES - ROSANA DA SILVA PEREIRA
Exequente: J.V.R.S.

Para tomar ciência da sentença:
Trata-se de execução de alimentos em que a parte exequente pleiteia a extinção da execução diante do adimplemento do débito pelo executado, não tendo o Ministério Público se oposto ao pleito.
Diante do exposto, tendo em vista a satisfação do crédito, declaro extinta a execução com fulcro no art. 924, II, do CPC.
P. R. I-se. Transitado em julgado, arquivem-se.


3 - 0005826-96.2016.8.08.0050 - Alimentos - Lei Especial Nº 5.478/68
Requerente: G.V.D.A.
Requerido: J.D.F.A. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 20491/ES - UGO FLEMING FONSECA BARBOSA
Requerente: G.V.D.A.

Para tomar ciência do despacho:
Por ora, intime-se a parte autora para juntar aos autos, em dez dias, cópia da certidão de nascimento da filha que informa ter com a senhora Lucimara Pereira Lopes. Após, concluso para sentença.


4 - 0002362-64.2016.8.08.0050 - Alimentos - Lei Especial Nº 5.478/68
Requerente: I.V.D.O.P.
Requerido: M.R.D.O.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 17060/ES - BENICIO HELMER
Requerente: I.V.D.O.P.
Advogado(a): 13467/ES - MARCELA NUNES DE SOUZA
Requerente: I.V.D.O.P.

Para tomar ciência do despacho:
Intime-se a parte exequente para informar nos autos o período que a prestação alimentícia está em débito, após a manifestação, encaminhe-se à contadoria. Diligencie-se.   


5 - 0006040-53.2017.8.08.0050 - Divórcio Litigioso
Requerente: R.M.C.
Requerido: J.B.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 00011115/ES - JAIR DE MENDONCA CARDOSO
Requerente: R.M.C.

Para tomar ciência do despacho:
       À Réplica.
 


6 - 0000940-83.2018.8.08.0050 - Cumprimento de sentença
Exequente: O.T.K.
Executado: M.A.K.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 6016/ES - SERGIO BERNARDO CORDEIRO
Exequente: O.T.K.

Para tomar ciência do despacho:
     Diligencie-se conforme pugnado pelo Ministério Público à(s) fl(s). 89. (...) para tomar ciência e apresentar manifestação, inclusive sobre a alegação de pagamento da dívida, requerendo o que entender de direito (...)


7 - 0004500-33.2018.8.08.0050 - Procedimento Comum
Requerente: L.G.N. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 20840/ES - ALEX OLIVEIRA DE JESUS
Requerente: L.G.N.

Para tomar ciência da sentença:
Tendo em vista que as partes chegaram a uma composição amigável, não se opondo o Ministério Público aos termos pactuados, HOMOLOGO POR SENTENÇA com fulcro no art. 487, III, b, do CPC, o acordo firmado à(s) fl(s) 02/04 para que surtam os regulares efeitos jurídicos, DISSOLVENDO a união estável havida entre as partes.
  Sem custas e honorários.
  P. R. I-se. Transitado em julgado, arquivem-se.

 


8 - 0005195-55.2016.8.08.0050 - Procedimento Comum
Requerente: B.S.B.
Requerido: G.D.N. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 11095/ES - LUIZ FELIPE LYRIO PERES
Requerente: B.S.B.
Advogado(a): 12378/ES - MARCELLE ARAUJO FONSECA HOLZ
Requerente: B.S.B.

Para tomar ciência da sentença:
Homologo  a desistência da ação para fins do art. 200, Parágrafo único, do Código de Processo Civil, declarando extinto o processo sem resoluação de mérito, com fulcro no art. 485, VIII, do Código de Processo Civil
Sem custas e honorários advocatícios.
P. R. I-se. Transitado em julgado, arquivem-se.


9 - 0004023-10.2018.8.08.0050 - Divórcio Consensual
Requerente: A.D.N. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 25533/ES - CARLOS AUGUSTO RIBEIRO DOS SANTOS
Requerente: A.D.N.
Requerente: C.G.D.S.

Para tomar ciência do despacho:
Intimem-se as partes requerentes, por seu patrono, para comparecerem em cartório e assinar a petição inicial, no prazo de 05(cinco) dias, bem como, juntar aos autos a certidão de nascimento dos filhos menores. Diligencie-se. 


10 - 0004929-97.2018.8.08.0050 - Divórcio Consensual
Requerente: N.C.A.D.O.S. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 15527/ES - MARCOS ANTONIO MOURA PINHEIRO
Requerente: N.C.A.D.O.S.
Requerente: G.S.

Para tomar ciência do despacho:
Intimem-se as partes requerentes, por seu advogado, para juntar aos autos o documento comprobatório da propriedade/posse do bem descrito na petição inicial. Diligencie-se. 


11 - 0004634-65.2015.8.08.0050 - Cumprimento de sentença
Exequente: K.R.B.M.D.S.
Requerente: K.R.B.M.D.S.
Executado: R.M.D.S.
Requerido: R.M.D.S.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 26332/ES - EMANOEL HENRIQUE SOUZA DA SILVA
Exequente: K.R.B.M.D.S.
Requerente: K.R.B.M.D.S.

Para tomar ciência do despacho:
Indefiro o requerimento de citação editalícia pelos mesmos argumentos do despacho de fls. 85. Intime-se a parte autora para requerer o que entender de direito, não havendo manifestação em 10 (dez) dias, arquivem-se.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 




VIANA, 28 DE NOVEMBRO DE 2018

ANGELA MARIA GOULART CARLINI ZIBETTI
CHEFE DE SECRETARIA