view: contents - template: fulltext
QUA01
QUI02
SEX03
SAB 04
DOM 05
SEG06
TER07
QUA08
QUI09
SEX10
SAB 11
DOM 12
SEG13
TER14
QUA15
QUI16
SEX17
SAB 18
DOM 19
SEG20
TER21
QUA22
QUI23
SEX24
SAB 25
DOM 26
SEG27
TER28
Versão revista

SERRA - 2ª VARA DE FAMÍLIA
Listas

Lista 0018/2017

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SERRA - 2ª VARA DE FAMÍLIA

JUIZ DE DIREITO: DRº FABIO GOMES E GAMA JUNIOR
PROMOTOR DE JUSTIÇA: DRº RICARDO LEAO BARBOSA
CHEFE DE SECRETARIA: AMERICO PINA RAMOS


Lista: 0018/2017


1 - 0018694-83.2014.8.08.0048 - Procedimento Comum
Requerente: W.L.L.
Requerido: P.L.F.L. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 15420/ES - EDUARDO DALLA BERNARDINA
Requerente: W.L.L.
Advogado(a): 004192/ES - JOAO HENRIQUE MARTINELLI
Requerido: R.S.F.

Para tomar ciência da sentença:
Cuida-se de embargos declaratórios opostos por W. L. L. em face da sentença de fls. 330/332, alegando a existência de omissão.   Em suma, sustenta o embargante ter sido omissa a sentença ao deixar de se manifestar quanto à alegação de que o valor pago a título de pensão perfaz mais de cem por cento das necessidades do alimentando.   Eis, em suma, o essencial fático.   Em primeiro lugar, conheço dos embargos, na medida em que tempestivos.   Todavia, são inconsistentes.   Os embargos de declaração somente são cabíveis para esclarecer obscuridade, eliminar contradição, suprir omissão de ponto sobre o qual deveria se pronunciar o juiz de ofício ou a requerimento, ou para corrigir erro material (CPC, art. 1.022), o que não se observa no caso dos autos.   E assim porque, não obstante o estabelecido no art. 489, §1º, IV, do CPC1, o STJ possui orientação no sentido de que o julgador não está obrigado a responder todas as questões invocadas pelas partes quando já tenha firmado convicção para prolatar a decisão. Confira-se, pois:   “PROCESSUAL CIVIL. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM MANDADO DE SEGURANÇA ORIGINÁRIO. INDEFERIMENTO DA INICIAL. OMISSÃO, CONTRADIÇÃO, OBSCURIDADE, ERRO MATERIAL. AUSÊNCIA. 1. Os embargos de declaração, conforme dispõe o art. 1.022 do CPC, destinam-se a suprir omissão, afastar obscuridade, eliminar contradição ou corrigir erro material existente no julgado, o que não ocorre na hipótese em apreço. 2. O julgador não está obrigado a responder a todas as questões suscitadas pelas partes, quando já tenha encontrado motivo suficiente para proferir a decisão. A prescrição trazida pelo art. 489 do CPC/2015 veio confirmar a jurisprudência já sedimentada pelo Colendo Superior Tribunal de Justiça, sendo dever do julgador apenas enfrentar as questões capazes de infirmar a conclusão adotada na decisão recorrida (...)”. (EDcl no MS 21.315/DF, Rel. Ministra DIVA MALERBI (DESEMBARGADORA CONVOCADA TRF 3ª REGIÃO), PRIMEIRA SEÇÃO, julgado em 08/06/2016, DJe 15/06/2016)   E malgrado o acima consignado, a sentença enfrentou a apontada omissão. Na folha 331, assentou-se que “(...) os alimentos devem ser fixados de modo que aquele que pede possa viver de modo compatível com sua condição social, conforme art. 1694, do CC. É dizer, o pensionamento deve ser feito de forma a propiciar ao menor um padrão de vida compatível com aquele que teria caso vivesse na companhia de ambos os pais!!! Muito bem! No caso em julgamento a necessidade do credor de alimentos é presumida, ante a menoridade. Por outro lado, inexiste prova real sobre as necessidades atuais do credor (o ônus também é do autor!)”.   Do exposto, CONHEÇO dos embargos para, no mérito, NEGAR-LHES PROVIMENTO, mantendo incólume a sentença vergastada.   Intime-se.   Diligencie-se.
1 “(...) § 1o Não se considera fundamentada qualquer decisão judicial, seja ela interlocutória, sentença ou acórdão, que: (…) IV - não enfrentar todos os argumentos deduzidos no processo capazes de, em tese, infirmar a conclusão adotada pelo julgador (...)”.


2 - 0016241-81.2015.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: L.C.A.D.O.
Requerido: V.N.D.O.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 24198/ES - ALINE CALIARI GUIMARAES
Requerido: V.N.D.O.
Advogado(a): 5617/ES - ROSANA CARLOS RIBEIRO VICENTE
Requerente: L.C.A.D.O.

Para tomar ciência da sentença:
Trata-se de ação de divórcio movida por L. C. A. D. O. em face de V. N. D. O., partes qualificadas nos autos.   A inicial veio instruída de documentos.   A ré foi regularmente citada e apresentou contestação.   É o breve relatório.   DO JULGAMENTO ANTECIPADO PARCIAL DE MÉRITO DO DIVÓRCIO   O CPC, no art. 356, estabelece que o juiz decidirá parcialmente o mérito quando um ou mais dos pedidos ou parcela deles mostrar-se incontroverso ou estiver em condições de imediato julgamento. É o que ocorre no presente caso no tocante ao pleito de divórcio.   Neste sentido, aliás, é a doutrina de Flávio Tartuce (in “Manual de Direito Civil – vol. único”, 6ª edição, Editora Método, 2016, págs. 1282/1283): “o Novo CPC, como feliz inovação, acabou por adotar tais ideias que terão grande incidência para o Direito de Família. Conforme o seu art. 356, passa a ser possível o julgamento antecipado parcial de mérito, quando um ou mais dos pedidos formulados ou parcela deles: a) mostrar-se incontroverso; b) estiver em condições de imediato julgamento, por não haver a necessidade de produção [de] provas ou por ter ocorrido a revelia. Cite-se justamente o caso em que o divórcio se mostra incontroverso, podendo a demanda seguir para o debate de outras questões. Conforme correto enunciado aprovado na VII Jornada de Direito Civil, de 2015, que adota essa ideia, 'transitada em julgado a decisão concessiva do divórcio, a expedição de mandado de averbação independe do julgamento da ação originária em que persista a discussão dos aspectos decorrentes da dissolução do casamento' (Enunciado n. 602). No mesmo sentido, o Enunciado n. 18 do IBDFAM, aprovado no seu X Congresso Brasileiro, em outubro de mesmo ano, na linha de proposta formulada por este autor: 'Nas ações de divórcio e de dissolução de união estável, a regra deve ser o julgamento parcial do mérito (art. 356 do novo CPC), para que seja decretado o fim da conjugalidade, seguindo a demanda com a discussão de outros temas'”.   No caso em apreço, não existe controvérsia entre os litigantes sobre o decreto do divórcio, conforme se infere da contestação.   Demais disso, com o advento da Emenda Constitucional nº 66/2010, abriu-se ensejo à decretação do divórcio, independentemente da verificação do lapso temporal de separação fática, assim prescrevendo o aludido dispositivo (art. 226, §6º): “O casamento civil pode ser dissolvido pelo divórcio”.   Hodiernamente, o divórcio direto convolou-se em ato meramente potestativo do cônjuge requerente. A abertura constitucional está ligada umbilicalmente à dignidade da pessoa humana e ao seu consectário, que é a plena liberdade do exercício da afetividade.   Por conseguinte, questões outras que não a simples vontade do cônjuge postulante, em não se manter casado, são ineficazes para obstaculizarem a decretação do divórcio, que merece ser pronunciado de plano.   Não há pertinência entre a concessão do divórcio e a discussão da culpa pela desarmonia dos cônjuges. O descumprimento dos deveres matrimoniais guardava relevância apenas e tão somente no âmbito da separação judicial por causa culposa, hoje banida do ordenamento jurídico, sendo despicienda qualquer incursão probatória em torno do tema.   Ante o exposto, DECRETO o divórcio do casal L. C. A. D. O. e V. N. D. O.. Autorizo a mulher a voltar a usar nome de solteira, ou seja, V .N.   Transitada esta em julgado, promova-se perante o Registro Civil da respectiva circunscrição a averbação do decidido, SERVINDO A PRESENTE COMO MANDADO de que trata o art. 97, da Lei nº 6.015/73, devendo ser acompanhada de cópia da certidão de casamento, que seguirá pelo escrivão rubricada, devendo os mencionados Registros comunicarem o cumprimento a este juízo.   Considerando o que existe nos autos, à réplica.   Após, autos conclusos para prolação de decisão saneadora.   Intimem-se.   Diligencie-se.


3 - 0006699-05.2016.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: A.C.D.S.S.M.
Requerido: A.M.D.F.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 005788/ES - ITAMAR BALESTRERO COSTA
Requerente: A.C.D.S.S.M.

Para tomar ciência do despacho:
1. Em razão da revelia, intime-se a parte requerente para dizer se tem interesse na produção de outras provas.
2. Caso não haja interesse, ouça-se o Ministério Público e venham conclusos para sentença na sequência.
3. Em havendo interesse na produção de provas, autos conclusos.
4. Dil-se.


4 - 0021079-67.2015.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: A.A.T.W.
Requerido: R.G.W.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 000494A/ES - CARLOS MAGNO DE JESUS VERISSIMO
Requerente: A.A.T.W.

Para tomar ciência do despacho:
1. Intime-se a parte autora para, em 15 dias, apresentar réplica e contestar a reconvenção.
2. Após, autos conclusos.
3. Dil-se.


5 - 0024735-95.2016.8.08.0048 - Execução de Alimentos
Exequente: E.V.D.O.Q. e outros
Executado: F.C.Q.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 10192/ES - PATRICIA NUNES ROMANO TRISTAO PEPINO
Exequente: G.M.D.O.
Exequente: E.V.D.O.Q.

Para tomar ciência do despacho:
1. Defiro o requerimento retro. Prazo: 15 dias.
2. Intime-se.
3. Dil-se.


6 - 0004252-15.2014.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: V.G.S.
Requerido: I.A.S.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 13495/ES - BERNARDO JEFFERSON BROLLO DE LIMA
Requerido: I.A.S.
Advogado(a): 269B/ES - MARIA DE FATIMA MONTEIRO
Requerido: I.A.S.

Para tomar ciência da decisão:
Indefiro o pleito retro, tendo em vista que na sentença, que serviu como mandado de averbação, consta a informação de que a parte precisa, ou seja, de que continuou a usar o nome de casada após o divórcio. Intime-se.

Sem manifestação, retornem os autos ao arquivo.

Diligencie-se.

Em tempo: Que a parte informe se houve a regular averbação da r. sentença. Prazo: 05 dias.


7 - 0020655-25.2015.8.08.0048 - Execução de Alimentos
Exequente: R.R.Z. e outros
Executado: R.Z.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 10997/ES - LUIS GUSTAVO NARCISO GUIMARAES
Exequente: R.R.Z.

Para tomar ciência do despacho:
1. Intimem-se os credores para, no prazo de lei, informarem se o executado está adimplente com o pagamento das prestações alimentares, sob pena de, em caso de inércia, presumir-se o pagamento integral.
2. Decorrido o prazo, autos conclusos.
3. Dil-se.


8 - 0023738-88.2011.8.08.0048 (048.11.023738-4) - Alimentos - Lei Especial Nº 5.478/68
Exequente: E.W.G.D.S.O.
Requerente: E.W.G.D.S.O. e outros
Executado: V.G.D.S.
Requerido: B.O.D.S. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 9160/ES - BRUNO RIBEIRO DE SOUZA BENEZATH
Requerente: E.W.G.D.S.O.
Exequente: E.W.G.D.S.O.

Para tomar ciência do despacho:
1. Reforce-se a autuação.

2. Intime-se a parte autora para se manifestar acerca da petição de fls. 114/115, bem como dos documentos de fls. 116/121.

2.1. Nada requerido em cinco dias, retornem os autos ao arquivo.

2.2. Com manifestação, conclusos.

Diligencie-se.


9 - 0014816-82.2016.8.08.0048 - Procedimento Comum
Requerente: J.D.S.R.A.
Requerido: A.R.C.A.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 13278/ES - MILTON RAMOS DE ABREU LIMA
Requerente: J.D.S.R.A.

Para tomar ciência do despacho:
1. Intime-se para réplica.
2. Após, autos conclusos para decisão de saneamento.
3. Dil-se.


10 - 0008725-73.2016.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: C.V.D.S.A.
Requerido: D.F.A.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 10072/ES - BRENO JOSE BERMUDES BRANDAO
Requerente: C.V.D.S.A.

Para tomar ciência da sentença:
Desta feita, pelo exposto, com fulcro no artigo 487, I, do Novo Código de Processo Civil, JULGO PROCEDENTE o pedido inicial e, em consequência, DECRETO O DIVÓRCIO do casal, extinguindo o vínculo matrimonial que entre eles subsistia, retornando a autora a usar seu nome de solteira, a saber: Caroline Vicente dos Santos.


11 - 0005785-38.2016.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: Z.G.T. e outros
Requerido: D.T.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 8774/ES - EDVALDO LUIZ MAI
Requerente: Z.G.T.
Requerente: S.M.G.T.

Para tomar ciência da sentença:
Desta feita, pelo exposto, com fulcro no artigo 487, I, do Novo Código de Processo Civil, JULGO PROCEDENTE o pedido inicial e, em consequência, DECRETO O DIVÓRCIO do casal, extinguindo o vínculo matrimonial que entre eles subsistia.
 


12 - 0013149-37.2011.8.08.0048 (048.11.013149-6) - Procedimento Comum
Requerente: B.V.S.
Requerido: E.D.J.S.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 7840/ES - DAYENNE NEGRELLI VIEIRA
Requerente: B.V.S.
Advogado(a): 13364/ES - GILIANE FREITAS PACHECO
Requerente: B.V.S.
Advogado(a): 6312/ES - LENITA ALVAREZ DA SILVA TEIXEIRA
Requerente: B.V.S.

Para tomar ciência da sentença:
Isto posto, presentes os requisitos legais, HOMOLOGO a desistência da pretensão autoral pleiteada, nos termos do artigo 200, parágrafo único, do NCPC e, em consequência, JULGO EXTINTO O PROCESSO, sem resolução do mérito, com fulcro no artigo 485, inciso VIII, do NCPC.


13 - 0022222-57.2016.8.08.0048 - Divórcio Litigioso
Requerente: E.A.P.D.S.
Requerido: G.S.D.S.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 9410/ES - WEBER CAMPOS VITRAL
Requerente: E.A.P.D.S.

Para tomar ciência da sentença:
Isto posto, presentes os requisitos legais, HOMOLOGO a desistência da pretensão autoral pleiteada, nos termos do artigo 200, parágrafo único, do NCPC e, em consequência, JULGO EXTINTO O PROCESSO, sem resolução do mérito, com fulcro no artigo 485, inciso VIII, do NCPC.


14 - 0014436-93.2015.8.08.0048 - Execução de Alimentos
Exequente: P.H.G.D.R. e outros
Executado: J.G.D.S.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 009464/ES - RODRIGO BRAGA LEMOS
Exequente: P.H.G.D.R.

Para tomar ciência da sentença:
Por tais razões, JULGO EXTINTO O PROCESSO, na forma do artigo 924, inciso II, c/c art. 925, ambos do NCPC.


15 - 0020409-34.2012.8.08.0048 - Cumprimento de sentença
Exequente: B.A.D.F. e outros
Executado: F.P.D.F.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 11154/ES - PLINIO MARTINS MARQUES JUNIOR
Exequente: B.A.D.F.
Exequente: G.A.D.S.
Exequente: B.A.D.F.

Para tomar ciência da sentença:
Ante o exposto, JULGO EXTINTO O PROCESSO, nos termos do artigo 485, inciso III, do Novo Código de Processo Civil.




SERRA, 17 DE FEVEREIRO DE 2017

AMERICO PINA RAMOS
CHEFE DE SECRETARIA

Lista 0023/2017

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SERRA - 2ª VARA DE FAMÍLIA

JUIZ DE DIREITO: DRº FABIO GOMES E GAMA JUNIOR
PROMOTOR DE JUSTIÇA: DRº RICARDO LEAO BARBOSA
CHEFE DE SECRETARIA: AMERICO PINA RAMOS


Lista: 0023/2017


1 - 0010604-43.2001.8.08.0048 (048.01.010604-4) - Cumprimento de sentença
Exequente: L.G.N.G.
Requerente: J.D.R.
Requerido: J.D.M.R. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 10997/ES - LUIS GUSTAVO NARCISO GUIMARÃES
Requerente: J.D.R.

Para tomar ciência do despacho:
Em petição de fls. 128 a parte J. D. R. requer seja oficiado ao IPAJM para que informe “o exato montante que fora descontado do requerente desde o falecimento da Sra. J. D.M. R.”.
  Ocorre, porém, que o Sr. J. D. R. pode apurar o montante sem a necessidade de acionar o IPAJM, já que sabe a data do óbito e tem o controle de seu benefício previdenciário.   I-se, pois, inclusive para que informe sobre a existência de inventário.


2 - 0009212-48.2013.8.08.0048 - Execução de Alimentos
Exequente: J.G.S.R. e outros
Executado: D.G.R.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 24616/ES - Kênia Silva Vasconcelos
Executado: D.G.R.

Para tomar ciência do despacho:
Em petição de fls. 148 o próprio executado admite ser devedor de certa quantia.   Pergunto: efetuou o pagamento?   I-se, pois, para, em 05 dias, fazer prova do pagamento, bem como da regularidade no pagamento da pensão, SOB PENA DE PRISÃO.   Alcançado o prazo, com ou sem manifestação, cls.


3 - 0013883-46.2015.8.08.0048 - Procedimento Comum
Requerente: R.D.A.C.
Requerido: S.D.F.N. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 26297/ES - PATRICIA DE FATIMA ROCHA SILVA
Requerido: S.D.F.N.
Advogado(a): 14195/ES - ROSELEIDE CAMPOS DE MIRANDA
Requerente: R.D.A.C.

Para tomar ciência da sentença:
DISPOSITIVO   Pelas razões acima, julgo procedente o pedido inicial e decreto a dissolução do regime de bens por ela estabelecido, determinando a partilha do patrimônio do casal, na forma supra.   Frente à sucumbência recíproca, distribuo as despesas do processo em partes iguais entre os litigantes. Fixo os honorários em 10% sobre o valor da causa devidos por cada uma das partes ao procurador da ex adversa, mas concedo em favor dos partes o benefício da assistência judiciária gratuita.   Julgo extinto o processo, com resolução do mérito, na forma do art. 487, I, do CPC.   P.R.I. Com o trânsito em julgado, arquivar.


4 - 0025191-79.2015.8.08.0048 - Procedimento Comum
Requerente: A.I.R.B. e outros
Requerido: C.M.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 10072/ES - BRENO JOSE BERMUDES BRANDAO
Requerente: A.I.R.B.
Requerente: K.A.R.B.

Para tomar ciência da sentença:
Pelas razões acima, na forma dos arts. 356 e 487, I, do CPC, julgo procedente o pedido para declarar C. M., filho de G.M. d. S. e C. M., pai de A. I. R. B.. Por conseguinte, passará a autora a se chamar A. I. R. B. M..   Custas e honorários pelo requerido – os últimos arbitro em 10% sobre o valor da causa -, mas defiro em seu benefício a assistência judiciária gratuita.   I-se todos. Sem impugnação, e servindo a presente de ofício/mandado (acompanhada da certidão de trânsito em julgado e cópia da certidão de nascimento), deverá cópia da presente ser apresentada ao Cartório de Registro Civil para incluir no registro de nascimento da autora o nome de seu genitor C. M., bem como dos avós paternos G. M. d. S. e C. M..


5 - 0001612-10.2012.8.08.0048 (048.12.001612-5) - Procedimento Comum
Requerente: A.S.D.O.
Requerido: M.M.F.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 008400/ES - JOSE CARLOS HOMEM
Requerido: M.M.F.
Advogado(a): 15809/ES - LEONARDO GASPARINI DA SILVA
Requerente: A.S.D.O.

Para tomar ciência da sentença:
  Pelas razões acima, julgo parcialmente procedente o pedido inicial para reconhecer e dissolver a união estável mantida por A. S. d. O. e M. M. F. entre fevereiro de 1999 e 26 de Janeiro de 2011. Julgo improcedente o pleito de partilha do patrimônio e também o pleito incidental de arrolamento de bens. Julgo também improcedente o pleito de regulamentação de guarda e convivência dos filhos do casal.   Custas pela autora. Fixo os honorários em 10% sobre o valor da causa, mas concedo em favor da parte autora o benefício da assistência judiciária gratuita.   Julgo extinto o processo, com resolução do mérito, na forma do art. 487, I, do CPC.   P.R.I. Com o trânsito em julgado, arquivar.


6 - 0012480-47.2012.8.08.0048 (048.12.012480-4) - Impugnação ao Valor da Causa
Requerente: M.M.F.
Impugnado: A.S.D.O.
Requerido: A.S.D.O.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 008400/ES - JOSE CARLOS HOMEM
Requerente: M.M.F.
Advogado(a): 15809/ES - LEONARDO GASPARINI DA SILVA
Impugnado: A.S.D.O.
Requerido: A.S.D.O.

Para tomar ciência da sentença:
REJEITADO O INCIDENTE DE IMPUGNAÇÃO AO VALOR DA CAUSA


7 - 0024373-30.2015.8.08.0048 - Procedimento Comum
Requerente: J.C.A.J.
Requerido: S.R.D.R.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 13929/ES - DANIEL RIBEIRO MENDES
Requerido: S.R.D.R.
Advogado(a): 19986/ES - LORENA BUGE TIRONI
Requerente: J.C.A.J.

Para tomar ciência da decisão:
   
      1. 1. Na resposta ao recurso de apelação interposto, o recorrido Joãozito Cabral Amorim Junior também requer o cumprimento de sentença em relação ao acordo homologado no curso do processo, bem como medida de urgência para que:
  “(...)assegure o acesso e a convivência do autor com o animal, levando em consideração o enorme espaço de tempo de que não tem provas da vida do animal e de ele está sendo bem tratado”   “(...)ateste a existência dos bens móveis listados na inicial os quais deverão ainda ser partilhados, levando em consideração as evidencias colacionadas, agora, aos autos de que a parte ré se apropriou indevidamente de todos os bens e depredou o imóvel”   Muito bem! Com razão o recorrido quando traz que houve pedido de cumprimento do acordo firmado em audiência ainda antes da r.sentença ter sido proferida. Por equívoco, desde logo registrando as desculpas, não fora apreciado.   Ocorre, porém, que o caso é de cumprimento 'provisório' de sentença, situação que impõe a formação de novos autos, até para não prejudicar o exame da apelação interposta.   Sobre os pedidos de 'medida de urgência', embora apresentados na resposta ao recurso de apelação, o caso é de indeferimento.   Para os 'bens móveis listados na inicial', a r.sentença deixou expresso que a partilha deverá ser precedida de liquidação. E mais, o apelado não informa o paradeiro de tais bens e nem faz prova da existência deles.   Para o convívio do ora apelado com o cachorro, assinalo que a apelação ataca também a convivência compartilhada determinada, sendo que o apelo interposto pela parte contrária suspende os efeitos da r.sentença. Por outro lado, o argumento de que o animal estaria sendo mal tratado não está acompanhado de qualquer prova.   I-se, pois.   2. A seguir, REMETER OS AUTOS DE IMEDIATO AO EG. TJES TENDO EM VISTA A APELAÇÃO INTERPOSTA.




SERRA, 17 DE FEVEREIRO DE 2017

AMERICO PINA RAMOS
CHEFE DE SECRETARIA