view: contents - template: fulltext
QUA01
QUI02
SEX03
SAB 04
DOM 05
SEG06
TER07
QUA08
QUI09
SEX10
SAB 11
DOM 12
SEG13
TER14
QUA15
QUI16
SEX17
SAB 18
DOM 19
SEG20
TER21
QUA22
QUI23
SEX24
SAB 25
DOM 26
SEG27
TER28
Versão revista

BOM JESUS DO NORTE - VARA ÚNICA
Listas

LISTA DE INTIMAÇÃO

LISTA DE INTIMAÇÃO Nº 015-A/2017

1 - 0000366-54.2016.8.08.0010 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO

REQUERENTE: MARIA DE FATIMA FERREIRA DE OLIVEIRA

REQUERIDO: INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - IPJAM/OUTRO

INTIMO: O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - IPJAM, POR SEU PROCURADOR, DR. RODRIGO ANTONIO GIACOMELLI, OAB/ES 12.669.

INTIMAR DA DECISÃO DE FLS. 509/510, ADIANTE TRANSCRITA: " DECISÃO. (...)Como fundamento questionador do decisum tenho que assiste razão ao Embargante por evidenciar, no disposto no art. 68, da Lei Complementar Estadual nº 282/2004, que o servidor que tenha completado as exigências para a aposentadoria voluntária e opte por permanecer em atividade, como é o caso em comento, fará jus a um abono permanência equivalente ao valor da sua contribuição previdenciária até completar 70 (setenta) anos de idade, cujo pagamento será de responsabilidade do órgão ao qual o segurado estiver vinculado, resultando em descontos previdenciários, aplicados sobre a verba denominada "Abono Permanência", não havendo, portano, falar-se em determinação que implique na cessação dos valores descontados a título de contribuição previdenciária sobre o aludido "abono", devendo, assim, continuar contribuindo para o Regime Previdenciário ao qual é vinculado. Com base nesse preciso tracejamento, acolho os embargos, para revogar os efeitos de antecipação da tutela ora concedida na decisão de ff. 211/217 e, assim, clarificar ao Requerido - ESTADO DO ESPÍRITO SANTO que a autora MARIA DE FÁTIMA FERREIRA DE OLIVEIRA continuará obrigada a recolher a contribuição previdenciária ao IPAJM referente ao "abono permanência" por parte do Estado do Espírito Santo, tudo em consonância com o positivado no art. 68, da Lei Complementar Estadual nº 282/2004. Deixo de reincluir o feito em pauta de audiências de conciliação/mediação, a despeito da manifestação contrária já tecida pela douta Procuradoria do Estado do Espírito Santo e aquiescência da parte autora.(...)".

OUTROSSIM, intimar para informar, se pretende a produção de provas, devendo, portanto, especificá-las, tudo com a ressalva de que a inércia implicará no imediato julgamento da demanda.

 

Bom Jesus do Norte/ES, 22/02/2017

JOÃO BATISTA SOBREIRA JÚNIOR

ANALISTA JUDICIÁRIO ESPECIAL

Lista 0015/2017

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
BOM JESUS DO NORTE - VARA ÚNICA

JUIZ DE DIREITO: DRº MARIA IZABEL PEREIRA DE AZEVEDO ALTOE
PROMOTOR DE JUSTIÇA: DRº MARIA APARECIDA BAZANI
ANALISTA JUDICIARIO ESPECIAL: JOAO BATISTA SOBREIRA JUNIOR


Lista: 0015/2017


1 - 0000366-54.2016.8.08.0010 - Procedimento Comum
Requerente: MARIA DE FATIMA FERREIRA DE OLIVEIRA
Requerido: INSTITUTO DE PREVIDENCIA E ASSISTENCIA JERONIMO MONTEIRO e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 200501/RJ - Claudinara dos Santos Carrerette Santana
Requerente: MARIA DE FATIMA FERREIRA DE OLIVEIRA

Intimar para ciência da decisão de fls. 509/510, adiante transcrita: " DECISÃO. (...)Como fundamento questionador do decisum tenho que assiste razão ao Embargante por evidenciar, no disposto no art. 68, da Lei Complementar Estadual nº 282/2004, que o servidor que tenha completado as exigências para a aposentadoria voluntária e opte por permanecer em atividade, como é o caso em comento, fará jus a um abono permanência equivalente ao valor da sua contribuição previdenciária até completar 70 (setenta) anos de idade, cujo pagamento será de responsabilidade do órgão ao qual o segurado estiver vinculado, resultando em descontos previdenciários, aplicados sobre a verba denominada "Abono Permanência", não havendo, portano, falar-se em determinação que implique na cessação dos valores descontados a título de contribuição previdenciária sobre o aludido "abono", devendo, assim, continuar contribuindo para o Regime Previdenciário ao qual é vinculado.   Com base nesse preciso tracejamento, acolho os embargos, para revogar os efeitos de antecipação da tutela ora concedida na decisão de ff. 211/217 e, assim, clarificar ao Requerido - ESTADO DO ESPÍRITO SANTO que a autora MARIA DE FÁTIMA FERREIRA DE OLIVEIRA continuará obrigada a recolher a contribuição previdenciária ao IPAJM referente ao "abono permanência" por parte do Estado do Espírito Santo, tudo em consonância com o positivado no art. 68, da Lei Complementar Estadual nº 282/2004.   Deixo de reincluir o feito em pauta de audiências de conciliação/mediação, a despeito da manifestação contrária já tecida pela douta Procuradoria do Estado do Espírito Santo e aquiescência da parte autora.(...)".
OUTROSSIM, intimar para, querendo, manifestar-se em réplica às contestações de fls. 234/244 (Segundo Requerido: Estado do Espírito Santos/ES) e fls. 246/503 (Primeiro Requerido: IPJAM), bem como, para informar se pretende a produção de provas, devendo, portanto, especificá-las, tudo com a ressalva de que a inércia implicará no imediato julgamento da demanda.




BOM JESUS DO NORTE, 22 DE FEVEREIRO DE 2017

JOAO BATISTA SOBREIRA JUNIOR
ANALISTA JUDICIARIO ESPECIAL