view: contents - template: fulltext
SEX01
SAB 02
DOM 03
SEG04
TER05
QUA06
QUI07
SEX08
SAB 09
DOM 10
SEG11
TER12
QUA13
QUI14
SEX15
SAB 16
DOM 17
SEG18
TER19
QUA20
QUI21
SEX22
SAB 23
DOM 24
SEG25
TER26
QUA27
QUI28
SEX29
SAB 30
DOM 31
Versão revista

CASTELO - 1ª VARA
Despachos

INTIMAÇÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
COMARCA DE CASTELO
1ª VARA
LISTA DE INTIMAÇÃO AOS ADVOGADOS
JUIZ DE DIREITO: DR. JOAQUIM RICARDO CAMATTA MOREIRA (Titular)

INTIMO:
Drª  NAYARA MONTEIRO DE FREITAS OAB-ES 31092


FINALIDADE:

Para ciência de sua nomeação como advogada dativa da parte que protocolizou requerimento em balcão para ingressar com ação (Protocolo nº 202000340412, arquivado em pasta própria- nº de ordem : 100/20), devendo dizer se aceita o munus no prazo de dois dias.

 

Castelo-ES, 21 de maio de2020.

DANIELA FONSECA DE FARIA
ANALISTA JUDICIÁRIA 02

CASTELO - 1ª VARA

CASTELO - 1ª VARA
Listas

Lista 0089/2020

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
CASTELO - 1ª VARA

JUIZ(A) DE DIREITO: DRº JOAQUIM RICARDO CAMATTA MOREIRA
 
Lista: 0089/2020


1 - 0002924-82.2019.8.08.0013 - Divórcio Litigioso
Requerente: M.A.C.Z.
Requerido: R.C.D.O.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 7681/ES - ANA MARY ZACCHI
Requerido: R.C.D.O.
Advogado(a): 29496/ES - GABRIEL LEMOS ROCHA
Requerente: M.A.C.Z.
Advogado(a): 12907/ES - MARCIO SANTOLIN BORGES
Requerente: M.A.C.Z.

Para tomar ciência da decisão:
" (...) Apensem-se aos autos do processo nº (....2019.8.08.0013), certificando. Recebo a emenda à inicial de fls. 50/52. Com relação a filha menor do casal, a doutrina e a jurisprudência orientam no sentido de que a guarda dos filhos deve ser atribuída a quem revelar melhores condições para exercê-la. Dessa forma, aplicando tal entendimento, a fim de regularizar a situação fática descrita na inicial, entendo conveniente, por ora, em sede de cognição sumária, manter a menor sob a guarda da mãe garantindo ao pai o direito de visitas nos seguintes termos:
  1. em finais de semanas alternados, poderá o pai buscar a filha na residência da genitora às 8h do sábado, devolvendo-a às 20h do domingo;
  2. em festejos de final de ano: o natal com a mãe e o ano novo com o pai, invertendo-se no ano seguinte;
  3. aniversário natalício da menor com um dos pais, iniciando-se pelo pai e invertendo-se no ano seguinte;
  4. dia dos pais com o pai e dia das mães com a mãe;
  5. aniversário do pai com o pai e aniversário da mãe com a mãe;
  6. metade das férias escolares com cada um dos genitores.
Advirto os litigantes que o comportamento adotado no transcurso da ação será determinante para a fixação da guarda definitiva da menor, confirmação ou alteração dos termos da presente decisão, caso haja descumprimento de deveres e inobservância de direitos, principalmente no que diz respeito ao bom convívio que a filha devem manter com ambos os genitores. Quanto aos alimentos provisórios devidos a filha menor, entendo razoável fixá-los em 50% (cinquenta por cento) do salário mínimo, considerando os documentos apresentados com a inicial. A importância deverá ser paga até o dia 10 de cada mês, mediante recibo ou em conta à ser informada pela genitora da menor. Defiro o pedido de gratuidade da justiça na forma dos arts. 98 e seguintes do CPC. Após a suspensão dos prazos, conforme determinado no Ato Normativo nº 68/2020, baixado pela Egrégia Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, em razão da pandemia do Coronavírus, venham-me os autos conclusos para designar audiência de mediação, na forma do artigo 334 do CPC. Intimem-se. Diligencie-se.


2 - 0002825-15.2019.8.08.0013 - Divórcio Litigioso
Requerente: R.C.D.O.Z.
Requerido: M.A.C.Z.

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 7681/ES - ANA MARY ZACCHI
Requerente: R.C.D.O.Z.
Advogado(a): 29496/ES - GABRIEL LEMOS ROCHA
Requerido: M.A.C.Z.
Advogado(a): 12907/ES - MARCIO SANTOLIN BORGES
Requerido: M.A.C.Z.

Para tomar ciência da decisão:
" (...) Apensem-se aos autos do processo nº  (...2019.8.08.0013), certificando. Recebo a emenda à inicial de fls. 50/52. Com relação a filha menor do casal, a doutrina e a jurisprudência orientam no sentido de que a guarda dos filhos deve ser atribuída a quem revelar melhores condições para exercê-la. Dessa forma, aplicando tal entendimento, a fim de regularizar a situação fática descrita na inicial, entendo conveniente, por ora, em sede de cognição sumária, manter a menor sob a guarda da mãe garantindo ao pai o direito de visitas nos seguintes termos:
  1. em finais de semanas alternados, poderá o pai buscar a filha na residência da genitora às 8h do sábado, devolvendo-a às 20h do domingo;
  2. em festejos de final de ano: o natal com a mãe e o ano novo com o pai, invertendo-se no ano seguinte;
  3. aniversário natalício da menor com um dos pais, iniciando-se pelo pai e invertendo-se no ano seguinte;
  4. dia dos pais com o pai e dia das mães com a mãe;
  5. aniversário do pai com o pai e aniversário da mãe com a mãe;
  6. metade das férias escolares com cada um dos genitores.
Advirto os litigantes que o comportamento adotado no transcurso da ação será determinante para a fixação da guarda definitiva da menor, confirmação ou alteração dos termos da presente decisão, caso haja descumprimento de deveres e inobservância de direitos, principalmente no que diz respeito ao bom convívio que a filha devem manter com ambos os genitores. Quanto aos alimentos provisórios devidos a filha menor, entendo razoável fixá-los em 50% (cinquenta por cento) do salário mínimo, considerando os documentos apresentados com a inicial. A importância deverá ser paga até o dia 10 de cada mês, mediante recibo ou em conta à ser informada pela genitora da menor. Defiro o pedido de gratuidade da justiça na forma dos arts. 98 e seguintes do CPC. Após a suspensão dos prazos, conforme determinado no Ato Normativo nº 68/2020, baixado pela Egrégia Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo, em razão da pandemia do Coronavírus, venham-me os autos conclusos para designar audiência de mediação, na forma do artigo 334 do CPC. Por ora, indefiro os pedidos insertos nos itens “3” e “4” de fl. 45, entendendo prudente aguardar o contraditório.Intimem-se.Diligencie-se."


3 - 0000797-40.2020.8.08.0013 - Procedimento Comum Cível
Requerente: I.M.D.S.A.
Requerido: E.D.E.S. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 16500/ES - JUSSARA BARBIERO RAPOSO
Requerente: I.M.D.S.A.
Advogado(a): 17549/ES - RENATA CAMILA NASCIMENTO
Requerente: I.M.D.S.A.

Para tomar ciência da decisão:
Os analfabetos e os deficientes visuais devem, necessariamente, outorgar poderes por instrumento público.   O artigo 654 do Código Civil e o artigo 105 do CPC, dispõem que a procuração conferida por instrumento particular valerá desde que assinada pelo outorgante.   Nessa trilha, também a jurisprudência do TJRS e STJ (…) - alegação de vício de representação. Parte deficiente visual e analfabeta. Necessidade de procuração por instrumento público. Atuação de procuradores sem mandato. Nulidade sanável. (…). deram provimento ao recurso. Unânime. (TJRS – Apelação Cível nº 70044167609 – décima quinta câmara cível – relator: Otávio Augusto de Freitas Barcellos). No mesmo sentido:   Apelação cível. Previdência. Mandato judicial. Instrumento particular. Impossibilidade. Necessidade de instrumento público. Não-regularização da representação. Extinção do feito sem julgamento do mérito. Tratando-se de autora analfabeta, não é possível a aceitação de mandato outorgado pela simples aposição de marca digital, fazendo-se necessário mandato outorgado por meio de instrumento público, firmado por pessoa a rogo e afiançado pelo tabelião. Assim, determinada a regularização da representação processual, e transcorrendo in albis o prazo para manifestação da autora, o feito deve ser extinto, sem julgamento do mérito, nos termos do art. 13, I c/c art. 267, IV, ambos do CPC. Precedentes deste tribunal e do colendo stj. Processo extinto sem julgamento do mérito. (TJRS – apelação cível nº 70014584874 – segunda câmara cível – relator Arno Werlang)       Sendo assim, intime-se a parte autora para, no prazo de 15 (quinze) dias, emendar a inicial trazendo aos autos a procuração por instrumento público, sob pena de indeferimento da inicial. Decorrido o prazo, com ou sem manifestação, venham-me os autos conclusos. Diligencie-se.


4 - 0000795-70.2020.8.08.0013 - Busca e Apreensão em Alienação Fiduciária
Requerente: BANCO BRADESCO S A
Requerido: ANDRE DOS SANTOS

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 25113/ES - JOSE LIDIO ALVES DOS SANTOS
Requerente: BANCO BRADESCO S A
Advogado(a): 25123/ES - ROBERTA BEATRIZ DO NASCIMENTO
Requerente: BANCO BRADESCO S A

Para tomar ciência da decisão:
Considerando o que dispõe o artigo 4º do Ato Normativo nº 64/2020, baixado pela Egrégia Presidência do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, em razão da pandemia do Coronavírus, indefiro, por ora, o requerimento liminar de busca e apreensão postulado.
Intime-se a parte autora para comprovar e justificar a urgência de tal requerimento, nos termos do Ato Normativo acima mencionado, uma vez que o momento impõe cautela nas áreas financiera e econômica. 
Após, venham-me os autos conclusos para deliberação.


5 - 0000063-90.2000.8.08.0013 (013.00.000063-1) - Execução Fiscal
Exequente: CAIXA ECONOMICA FEDERAL
Executado: CARIOCA CONFECCOES ESPORTIVAS LTDA. e outros

Intimo os(as) Drs(as) advogados(as)
Advogado(a): 19146/ES - WILLIAN SILVA SALLES
Exequente: CAIXA ECONOMICA FEDERAL

Para tomar ciência da decisão:
Considerando o que dispõe o artigo 9º do Ato Normativo nº 68/2020, baixado pela Egrégia Presidência do Tribunal de Justiça do Espírito Santo em data de 27/04/2020, em razão da pandemia do Coronavírus, indefiro, por ora, o requerimento de carga dos autos postulado à fl. 37.
Intime-se a parte exequente para justificar a imprescindibilidade e urgência de acesso aos presentes autos, nos termos do Ato Normativo acima mencionado, uma vez que o momento impõe a necessidade de isolamento social. 
Após, venham-me os autos conclusos para deliberação.




CASTELO, 21 DE MAIO DE 2020